segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Vereadora Lourdes comenta a reestruturação da prefeitura de Porto Alegre

A vereadora Lourdes Sprenger (PMDB) manifestou nesta segunda-feira (12) preocupação sobre o destino que a causa animal terá na nova administração municipal, que começa em janeiro de 2017. O prefeito eleito, Nelson Marchezan (PSDB), anunciou que Porto Alegre contará com apenas 15 secretarias – 14 a menos que atualmente – e a Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda) não será uma delas.


A parlamentar questiona quem será responsável por executar as atribuições legais atualmente desempenhadas pela Seda, como esterilização e microchipagem de animais. Ela também pergunta sobre prazos para atendimento de animais em situação de risco, fiscalização de maus-tratos e qual será a quantidade de veterinários que a prefeitura terá para realizar os atendimentos. “O cidadão não aceita mais que órgãos públicos se prestem ao paternalismo, clientelismo, populismo e ao assistencialismo, voltados para fins eleitoreiros de se perpetuarem em cargos no Executivo e no parlamento”, acrescentou.